07 setembro 2016

{o que se esperar quando o ex gosta de escarar}

   Há coisas estúpidas que todos fazemos na vida e que nos arrependemos um dia :) Pois essas terão de ter sido mesmo mal feitas, porque de cada erro se retira sempre alguma lição, e só isso já faz com que a aselhice só por si nem seja tão aselha ♥ Agora, há os outros erros: os outros que, por muito que nos tenham ensinado, e por muito que nós reconheçamos que aprendemos verdadeiramos ... não valem nada daquilo que a eles se segue ~

   Epah, aquela bebedeira que se apanha meia-hora antes de chegar a casa? Aquela vez em que te excedeste *um bocadinho* e mandaste um dos progenitores a algures que cá sabemos? Seja o que for, há sempre algo - ou alguém - que volta para nos assombrar e lembrar-nos das crianças estúpidas e burras que nós fomos um dia ... uma hora ... uma noite eu aqui a dar uma de dinossauro com muita sabedoria, mas hey! dêm desconto que eu ainda sou do milénio passado u-u
   Digam vocês que não. Podem mesmo dizer com toda a fé que não, e ser até verdade! Mas eu, quanto a mim, confesso e admito que eu já fiz muita merda desde que meti na cabeça que não era mais criança. E tal como me avisaram, cada um desses fantasmas caspers se repercute e volta para mostrar à minha vida que «Hey! Lembras-te de mim, o erro no.449? :D»
   E daí entra o ex.
Resultado de imagem para separador entradas blogger
   Foi tudo um choque para aqueles pacóvios que me aturam todo o santo dia porque, pah, eu era ali a beata de serviço •u• Muito a sério: atarracadinha, acanhada, ainda desconfiada do mundo lá fora bicho do mato ... e quando cheguei à secundária, percebi que não podia ser assim. Não se queria sobreviver.
   Gente, eu fiz muita coisa de que me orgulho no meu décimo ano :'D Falei com uma porrada de estranhos, isso valeu-me outra porrada de amigos (gente daquela genuína e porreira de que todos precisamos ♥); eu corri o corta-mato pela primeira e última vez e nisto ainda eu não acredito, e dei mais ares de drogada que todos os moços que iam fumar charros para o portão da escola ~ //calma, eu falei em motivos de orgulho ... ? No fundo, desafoguei apenas aquela gaiata que aqueles que me conhecendo já conheciam e sabiam ali algures soterrada sob quarenta quilos de depressão :) Mas ninguém - nem mesmo eu - pensou sequer que eu ia arranjar alguém burro o suficiente para me querer •-• mas lá se arranjou o cego-surdo-e-mudo num qualquer covil daquele manicómio ~
   Agora a lição: quando ele admite que gosta de beber, e que anda também a reduzir dar-lhe nuns fumos esquisitos, e tu chegaste mesmo a vê-lo esta ou aquela vez bêbado, não havia nada que esperar que ele fosse estar sóbrio quando se reencontram dois meses depois de o gajo vos ter dado com os pés no dia em que mais jurou que vos "amava" e vos queria era f*der :)
 
   Um Verão inteiro levei eu a levar para trás, e chega a tarde em que ele me liga e pergunta se eu até estou disponível~ Bom. Eu até que pensei que fosse sobre uns livros que andava de lhe emprestar, mas não: era verdadeiramente para sair.
   No tempo que eu demorei de casa a chegar, ele próprio me disse que deu para ir ali com o amigo comprar bebida e voltar para abancar na esplanada. Então aí o moço surpreende todo o mundo a estar mais colas comigo do que era quando a gente andava •-•
  Ficam então finalmente 6 lindos motivos que nos lembram por que raio não é bom ter o ex bêbado por perto:

1. o gajo ganha súbitas saudades ~
2. o gajo, todo a favor de «ficar amigos», ganha também súbitas confianças vindas de sei lá onde, dadas por sei lá quem
3. é bem provável que ele choramingue por uma foto contigo :) se tu deres barra, ele filma, não haja problema! :D
4. vais dar por ti com os teus amigos a comentar aquele olhar azedo que ele lançou quando tu riste com eles/sentaste junto deles/respiraste para cima deles
5. ele não vai parar de te mijar em cima feito cão marcando território lembrar a qualquer outro tipo que meta conversa contigo dos tempos gloriosos em que vocês "namoravam" mesmo que tu tenhas levado um Verão inteiro para encarar que aquilo não era namoro nenhum, eras só tu que achavas piada àquele pêlo mal-aparado que te queria comer :)
6. ele vai tentar convencer-te que melhor do que ele - não arranjas c;

Desculpem lá, mas meu blog, meus posts escrever isto aqui dá menos dor no pulso que espalhar isto por páginas de um diário que custa demasiado abrir de tanto pó que já tem :D Nem sei se isto é só comigo, ou se isto ou eu para aqui a entrar em paranóia, mas enfim ... .u
frustrou. Sério, porra, da próxima ver que o vir e ele continuar demasiado confiante, não aviso nem uma, nem duas, prego logo um estacaço naquela fronha de tijolo mal-cozido.

Sem comentários:

Enviar um comentário